Uma garagem para chamar de lar

Como vocês devem saber, não tá fácil pra ninguém essa história de comprar um apartamento ou uma casa hoje em dia. Na verdade, não sei se algum dia foi fácil, mas quando um amigo mostrou as imagens que veremos a seguir, pensei que, se nada der certo (mas tudo dará certo :)), pode ser uma boa solução.

Estamos falando sobre transformar uma simples garagem em uma mini casa dos sonhos. Será possível?

Para a moça da foto, a artista e designer Michelle de La Vega, foi possível sim!

Saca só: para aproveitar melhor o espaço e considerando que o pé direito é alto, a cama fica suspensa.  É uma boa ideia para ambientes pequenos!

Confesso que teria deixado a cama um pouco menos colada no teto (claustrofobia – trabalhamos). Achei o máximo essas janelinhas, mas com certeza é necessário uma persiana/cortina/bloqueador se quiser dormir até mais tarde.

A sala e cozinha são integradas. A cozinha é super básica – reparem na organização! Gostei muito dos tons neutros que foram utilizados, deixaram o ambiente mais clean e elegante (claro que eu teria jogado um pouquinho de cor em algumas coisas hihi). A escolha do armário de metal, da estrutura da lareira e outros detalhes deram um ar industrial a casa.

E esse banheiro, gente? Banheira retro, um charme.

Enfim, Michelle operou um milagre. Criatividade é tudo!

Imagens: Reprodução e http://michelledelavega.com/

Todos os tons de cinza merecem o céu

Pelo que tenho visto, a cor dos últimos tempos é o cinza (ao menos nas paredes).  Não é por menos: uma cor neutra, fácil de combinar e ainda ressalta outros objetos  – principalmente os coloridos.

Alguns vão pensar “ah mas é uma cor fria, mais masculina, etc”. Pra variar, como tudo nessa vida, depende. As combinações da cor com o restante da decoração vão determinar essas características.

Aqui temos exemplos de como vai bem com várias outras cores (reparem como o amarelo harmoniza perfeitamente!), madeiras, ambientes, texturas:

Outra variação é o cimento queimado, que dá um toque mais contemporâneo/industrial/Nova York/hipster e que eu acho bem interessante:

Estranho seria se eu não me apaixonasse por essa cor e seus variados tons  🙂

Imagens: Reprodução

Entre coelhadas e beijos

Gente, para tudo: não sei como demorei tanto pra descobrir o que vou contar no post de hoje. Esses dias estava comprando um presente na Tok&Stok e dei de cara com uma linha incrível da ~Turma da  Mônica~.  Tá, na verdade a linha traz só o Cebolinha e a Mônica, mas o incrível é que fizeram uma releitura em traços de Toy Art  🙂

Geralmente não sou dessas que curtem coisas fofas demais (tem exceções, claro), mas a Turma é old school, faz parte da VIDA. Quem aprendeu a ler correndo pra parar de inventar os diálogos das histórias e finalmente descobrir (sozinha) o que estava escrito naquelas páginas sabe do que estou falando. É muito amor.

Aí estão meus favoritos:

Pelo que entendi a linha foi lançada em maio, ou seja, já não é novidade pra muita gente. Azar, de qualquer forma eu fiquei lá, vomitando um arco-íris a cada item que encontrava.

Imagens: Site Tok&Stok

Bons drinks começam em casa

Quem me conhece sabe, jamais dispenso uns bons drinks. Pensando nisso, comecei a pesquisar sobre home bar, um cantinho especial para as nossas ~pepitas~ dentro de casa.

Dos modelos que encontrei, gostei bastante de dois: carrinhos e bandejas. Ambos são boas opções para ambientes pequenos, além da praticidade por poder trocar de lugar quando bem entender.

Alguns carrinhos bacanas:

As bandejas, confesso, são minhas favoritas. Versáteis, podem ficar sobre um aparador/mesa/bancada e onde mais der na telha.

A semana nem começou direito e eu já estou em chamas por esses barzinhos! Adeus Lei Seca que eu vou beber em casa.

Bêj

Imagens: Reprodução

Home (não tão) Office

Se tem uma coisa que acho importante é ter um cantinho dentro de casa para criar, se concentrar, deixar as ideias fluírem.
O Home Office é aquele espaço que, além de prático/bonito/aconchegante, precisa ser, acima de tudo, inspirador.

Vamos ver algumas referências?

Janelas! Nada melhor do que poder ver a rua, luz do dia, entardecer…


Paredes podem (e devem) ser bem aproveitadas

Espaços geralmente inutilizados (tipo embaixo da escada) também são uma boa opção!


E a galera da bricolagem?


Cadeiras bonitas dão outra cara para esse espaço. Eu por exemplo, amo/sou esse modelo Eames criado em 1948, pelo casal de designers norte-americanos Charles e Ray Eames.

É lindo trabalhar assim 🙂
Bêj.

Imagens:Reprodução

Pra começar

Acho que 90% das pessoas passam por aquela fase de “Meu Deus, quero comprar essa mesa linda e OH WAIT, ainda moro na casa dos meus pais” ou então, viajando de férias em Buenos Aires “Gente, esse quadro gigante ficaria lindo na sala que eu quero ter no futuro, mas não vou comprar agora e deixar mofando na garagem” ou ainda “um dia eu quero decorar a minha casa com TUDO que tem pra vender nesse lugar”.

Pois então, vivo quase que diariamente algumas situações do tipo, muito por pesquisar, viver cercada de referências ou apenas por ter ideias em looping para meu futuro apartamento.

Sendo assim, gente amiga, para acalmar o coraçãozinho estava há horas para criar esse blog, que vai funcionar como um arquivo (coisa antiga!) de todas as coisas legais que vejo por aí e que possivelmente terei (ou não) quando eu comprar o meu apê.

Sejam bem-vindos! 🙂